O que cachorro não pode comer? Veja os alimentos que NUNCA deve dar a ele


o que cachorro não pode comer

Você já ficou na dúvida sobre o que cachorro não pode comer?

Afinal, o que é um ótimo alimento para nós pode ser tóxico para nosso cachorro, mas por quê? 

Porque cada ser vivo tem um metabolismo diferente capaz de sintetizar algumas substâncias e rejeitar outras. 

Se observarmos o formato da boca dos animais, a forma e a distribuição dos dentes são de acordo com os alimentos que devem ingerir. 

Para um coelho, por exemplo, seria impossível consumir presas e, de fato, a carne é um alimento inadequado para eles.

Mas no caso dos cães, animais que possuem uma boca mais complexa e parecida com a nossa, encontrar alimentos inadequados ao seu metabolismo pode não ser tão fácil. 

Sem considerar que os cães domésticos são manipuladores muito habilidosos, com constante tentativa de experimentar a comida que temos em nosso prato. 

No entanto, dar a ele comida que ele não deveria comer pode ser perigoso.

Por esta razão, decidimos elaborar uma lista sobre o que cachorro não pode comer, ou seja, aqueles alimentos (ou substâncias) que são tóxicos em qualquer quantidade e, portanto, particularmente perigosos para a vida de nosso animal.

O que cachorro NÃO pode comer

Por que saber o que os cães podem e não podem comer é importante?

Porque faz parte do comportamento responsável de qualquer dono que ame seu animal de estimação, saber o que pode colocar sua saúde em risco.

Entre esses alimentos estão: alho, cebola e cebolinha, cafeína, bebidas alcoólicas, chocolate, lúpulo, caroços de pêssego, cogumelos, damasco, caqui e ameixa, cereja, ossos e espinhas de peixe cozidos, caroços, temperos, uvas e passas vitaminas humanas e xilitol.

Alho

O alho é um parente próximo da cebola, que é altamente prejudicial para os cães, pois destrói os glóbulos vermelhos e causa anemia. 

Uma pequena quantidade de alho de vez em quando pode ser administrado pelo organismo do cão e também pode ser útil no tratamento de parasitas.

Mas é importante não exagerar. 

Bebidas alcoólicas

Sob nenhuma circunstância os cães podem ingerir bebidas alcoólicas. 

O álcool pode causar intoxicação, falta de coordenação, dificultar a respiração e causar ácido estomacal…

Podendo causar danos muito mais graves. 

O dano pode ser grave já nos primeiros minutos após a ingestão, se a quantidade ingerida for grande.

Os animais não têm um sistema metabólico que lhes permita processar o álcool. 

Se nos preocupamos com o bem-estar do nosso cão, devemos mantê-lo afastado de álcool ou alimentos que contenham álcool.

Mesmo que em pequena quantidade.

Incluindo as doses habitualmente utilizadas para a preparação de pratos (por exemplo, vinho na carne, licor nas sobremesas, etc…).

Cafeína

A cafeína contida no café, mas também no chá e em outras bebidas energéticas, é extremamente tóxica para os cães. 

No café ou chá e, portanto, na forma líquida, a dose de cafeína é menor, mas a quantidade muda consideravelmente se o nosso cão ingerir café moído, folhas de chá, sachês ou, pior ainda, comer grãos integrais ou mastigar cápsulas.

Quando ingerida pelo cachorro, a cafeína tem o mesmo efeito em seu corpo que em nós: excitação, hiperatividade, taquicardia, sintomas que apareceram horas após a ingestão (entre 4 e 6 horas).

Chocolate

O chocolate contém teobromina e cafeína, duas substâncias muito nocivas para os cães que aceleram os batimentos cardíacos e estimulam o sistema nervoso. 

As reações à ingestão em cães podem variar de acordo com o tipo de chocolate, seu peso, tamanho e idade do cão. 

Quanto mais puro o chocolate, maior o risco, mas isso não significa que as variantes ao leite ou branca sejam menos prejudiciais. 

Cacau em pó, chocolate quente, grãos de cacau e qualquer produto que contenha chocolate também são perigosos.

Por que cachorro não pode comer chocolate? Saiba o motivo

Cebola e cebolinha

Cebolas e similares são muito perigosos, sejam elas cruas, cozidas, em pó, secas ou em outros alimentos. 

Eles estão entre os alimentos mais perigosos para os cães porque contêm sulfitos que causam anemia no animal e a destruição dos glóbulos vermelhos.

Alho-poró, cebolinha, alho também devem ser considerados incluídos na categoria “cebola”. 

Caroços de pêssego, damasco, ameixa e caqui

Embora a polpa dessas frutas não sejam prejudicial e seja particularmente saborosa para o cão (mesmo que os cães comam apenas pequenas quantidades de frutas e vegetais).

Os caroços e sementes dessas frutas podem causar problemas no intestino dos cães.

Além dos caroços de pêssego e ameixa contêm amigdalina, substância que libera cianeto no intestino, elemento venenoso não só para os animais, mas também para os humanos.

Em particular, o problema surgirá quando o cão mastiga (ou engole inteira) o caroço contido na fruta.

Se você quiser dar essas frutas ao seu cão, é importante cortar em fatias, descascadas e sem caroço. 

Também é preferível guardar as frutas fora do seu alcance para evitar acidentes.

Ossos cozidos e espinhas de peixe

Os ossos são excelentes aliados para a saúde e bem-estar dos cães, porque são bons para os dentes e são ricos em nutrientes essenciais.

Mas, os ossos cozidos são extremamente perigosos para os animais, pois podem quebrar, causando perfurações, além de asfixia.

Em geral, quando se trata de ossos temos que ficar muito atentos, evitamos deixar o cachorro mastigar ossos (não cozidos) sozinho.

Mesmo aqueles que podem ser comprados embalados em pet shops como lanche, sempre devemos estar presentes e intervir caso seja necessário.

Especiarias

Especiarias mais ou menos picantes, noz-moscada, canela, caril e qualquer outra especiaria em circulação nunca devem ser dadas ao cão. 

Eles podem causar irritações, não apenas se ingeridos, mas também se forem inalados, especialmente se for em pó. 

O nariz do cão é muito sensível, as especiarias podem queimar as narinas deixando danos nas mucosas, e a poeira pode atingir os pulmões.

Uvas e passas

Uvas e passas podem causar problemas graves nos cães. 

Ao contrário de outros alimentos, mesmo uma pequena quantidade de uvas e passas pode deixar nosso amiguinho muito doente. 

Vitaminas para humanos

Não é recomendado dar vitaminas ou suplementos, para uso humano apenas, ao cão. 

Nossas vitaminas geralmente contêm quantidades excessivas de minerais e podem causar reações de overdose nele. 

Xilitol

O xilitol é uma substância extremamente popular em doces, gomas de mascar e outros alimentos ou produtos de higiene (como enxaguante bucal e creme dental). 

Se são seguros para nós, em nossos cães pode ser extremamente tóxico, mesmo quantidades muito pequenas podem causar muitos problemas.

E então, gostou de conhecer algumas que o que cachorro não pode comer?

Conta para nós nos comentários.

Pode te interessar:

5/5 - (1 vote)